Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Este texto não é para se perceber!

15326610_1086836891415662_5354115750427718751_n.jp

 

Uma frase solta. Duas. Três. Nada faz sentido. Nada pretende fazer sentido.

Quero que te transformes num tudo, que encontres o meu caminho, que andes aos ziguezagues à minha frente, que te percas de riso quando nada tem piada. Vai-te lixar! Estás louca? Loucamente apaixonada! Loucamente perturbada!

Voltaste a juntar palavras sem sentir? Eu sinto tudo. Quero que tu sintas. Aprende a mudar o mundo. Sou um ser demasiado pequeno para mudar o rumo de tudo e de nada. Sou um ser que não repete erros. Erro sempre de forma diferente e muito competente.

Acredito nas pessoas. Traumatizo-me com elas, mas sobretudo comigo própria.

Porque tem de fazer sentido? Já disse que nada faz sentido! A vida não tem de fazer sentido. O riso ou o choro podem não conjugar com verbo algum, com pessoa nenhuma.

Podemos simplesmente andar aos saltinhos e aos pulinhos uns atrás dos outros. Que diferença faz? Eu não quero ser diferente! Giro, giro é ser igual aos outros. Curtir a mesma roupa, a mesma maquilhagem. Curtir, curtir, curtir.

Para quê querer mudar o mundo? Ninguém te ouve. Toda a gente é feliz. Toda a gente adora o seu emprego. Toda a gente adora a sua mulher e o seu marido. Se toda a gente tivesse dinheiro ficava em casa com as luzes e a televisão desligadas a agradecer ser rico.

Se as pessoas fossem felizes sorriam. Se sorriem para ti é porque lhes pagam para mostrar o amarelado dos dentes. Há outras que nem quando lhes pagam sorriem. Não devem ser vendidas!

Existem pessoas que não querem saber se os filhos estão bem. Também há outras que não querem saber se os pais precisam de alguma coisa.

Existe ainda quem ache que o bem está mal e que o mal está ótimo.

Mas porque razão estou eu a dizer estas coisas loucas? Porque todos os dias estou presa ao tempo. Esse "gajo", filho de um cabrão, que comanda a vida lado a lado com o filho da p*** do dinheiro. Juntaram-se os dois para nos tramar e ninguém vê. Anda tudo de venda nos olhos ou quê?

 

 

Estes são os meus devaneios de domingo.

 

Posso conhecer os vossos?

 

Acompanhem-me também no Instagram aqui e no Facebook aqui.

 

8 comentários

Comentar post