Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Estou sem voz? Cinco dicas para recuperar!

15403511_990282757743738_1809617434320044032_n.jpg

 

Tenho andado adoentada. Tudo começou pela típica dor de garganta que se foi agravando. Fiquei com uma infeção, febre (que ainda perdura)... enfim, como já disse várias vezes... já estava a tardar. Sou uma autêntica "flor de estufa" e mal existem mudanças drásticas de temperatura, o meu corpo ressente logo. Pela segunda vez aconteceu-me algo que não era de costume neste ritual de doença... estou completamente sem voz. Só consigo sussurrar.

 

Acreditem que é terrível, sobretudo para alguém que, como eu, adora conversar e comunicar com o mundo. A minha sorte é que, apesar de ter lançado As Teorias da Elsa também em áudio, como podem ler aqui, com certeza que não se importam de esperar mais um pouquinho para me voltarem a ouvir. O pior é que trabalho todos os dias com a voz, sobretudo a fazer efetivamente locuções... Mas daqui a uma semaninha estou boa, até porque tive de fazer umas pesquisas para me curar.

 

Aqui ficam cinco dicas que dizem serem infalíveis para recuperar rapidamente. Mas primeiro é importante ter em conta que o repouso da voz (o que é extremamente difícil) é a primeira regra extremamente fundamental...

 

Cinco dicas para recuperar a voz:

- Beber muita água! É importantíssimo hidratar bem as cordas vocais;

- Comer fruta, sobretudo maçã e sumos de fruta com vitamina C;

- Bebidas quentes como chá com limão e mel ou sopa

- Gargarejar com água morna e sal;

- Fazer uma limpeza nasal com soro fisiológico.

 

Não sou especialista, se não também não estava sem voz, mas vou seguir à risca estas dicas e com sorte ainda voz consigo deixar uma mensagem de natal em áudio :D

 

Acompanhem-me também no Instagram aqui e no Facebook aqui ou enviem-me um e-mail para asteoriasdaelsa@gmail.com