Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

TGV uma forma rápida e prática de viajar

Tudo começou em Paris. Um excelente ponto de partida para qualquer parte de França. Através da simples rede metropolitana parisiense conseguimos facilmente chegar de um ponto ao outro da cidade, neste caso, foi na Gare de l'Est que iniciámos um belo percurso no Train à Grande Vitesse, mais conhecido por TGV. O objetivo era chegar à cidade de Colmar, praticamente vizinha de Estrasburgo. Para terem uma ideia, são cerca de 485 km (dependendo do trajeto), que segundo o google maps, se percorrem de carro em aproximadamente 5h30min. No TGV (dependendo também da hora e se é direto ou não), este percurso demorou 2h26min. Sim, faz bastante diferença. A segunda viagem que fiz foi de Colmar para Lyon, sendo que fui de Colmar até Mulhouse, um trajeto de 27min num comboio regional (40 km aproximadamente), e de Mulhouse para Lyon em TGV, cerca de 400 km (entre 4 a 5h de carro), 2h50min de TGV. Este comboio a alta velocidade pode atingir mais de 320 km/h (já atingiu os 574 km/h), uma velocidade fabulosa. No entanto, uma velocidade que não se nota, comparativamente com o Alfa Pendular, por exemplo, que pode alcançar 220 km/h.

Não é um meio de transporte barato, até mesmo o avião pode tornar-se menos dispendioso. Se os bilhetes forem comprados com maior atencedência é possível encontrar preços mais razoáveis. Neste site, conseguem fazer uma boa pesquisa de destinos/tarifas (mas não é o único).

Fiz o primeiro trajeto em primeira classe e o segundo em segunda. Sim, existem diferenças, nomeadamente no que diz respeito à comodidade. Os assentos são maiores, rebatíveis, têm um encosto para a cabeça mais cómodo, em suma, se o objetivo for dormir, consegue fazer-se com maior conforto. O preço também varia, mas às vezes pode não variar muito e compensa.

Existem muitas razões para fazer uma viagem de TGV, se for bem planeada, melhor ainda, porque se pode poupar dinheiro e ser igualmente feliz. Fazer planos em prol da nossa felicidade vale sempre a pena. Seja sozinhos ou acompanhados, sejam felizes. Notem que cada vez existe uma segurança mais apertada em França. Não tenham receios e partam à aventura.

O melhor mesmo desta viagem? Só o facto de ter sido planeada por alguém muito, mas muito especial que fez de mim, e faz todos os dias, a mulher mais feliz do mundo.

IMG_20161001_114345.jpg

IMG_20161001_113507.jpg

 

1ª classe

IMG_20161001_111100.jpg

IMG_20161001_104313.jpg

IMG_20161001_103129.jpg